Mulheres Pretas que Inspiram

Conheça 4 mulheres negras que estão se destacando no entretenimento afrocentrado

Profissionais negras do entretenimento ganham cada vez mais destaque em produções multiplataformas.

Neste domingo, 25 de julho, celebra-se os dias Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e Nacional de Tereza de Benguela. A data é símbolo de resistência mas também um lembrete da potência que as mulheres negras são. Invisibilizadas, sofrem inúmeros apagamentos e são, por vezes, sub-representadas em diferentes setores, ainda mais no mercado de entretenimento.

Xan Ravelli, apresentadora do programa Trace Trends, e Kenya Sade, apresentadora do podcast Tô na Trace. Foto: Reprodução
Anúncios

Durante muitos anos, a presença de profissionais negras na mídia estava comumente ligada a personagens e aparições que reforçam estereótipos racistas. Com o passar do tempo, o mercado foi se enegrecendo com profissionais das mais diversas áreas, comandando e ocupando espaços em cargos que, muitas vezes, eram dominados por homens, tendo mais voz e vez para representar tudo aquilo que são de forma legítima.

E para romper essas barreiras e trazer visibilidade para mulheres negras do entretenimento, trouxemos uma lista com quatro profissionais que vêm ganhando destaque nos últimos tempos levantando pautas afrocentradas. Confira:

Xan Ravelli, apresentadora de TV

Digital influencer e youtuber, Xan ganhou visibilidade com o canal Soul Vaidosa, criado em 2013, falando sobre beleza com propósito, apoio emocional com identidade e vida preta em família. Além da produção de conteúdo no YouTube e Instagram, é também apresentadora do Trace Trends, programa de tendências e cultura afrourbana que vai ao ar toda quarta-feira no Globoplay e toda sexta-feira, às 17h, no Multishow.

Kenya Sade, podcaster

Jornalista e chefe de Programação da Trace Brasil, Kenya é também apresentadora do podcast Tô Na Trace. Em formato de bate-papo, o podcast traz ao menos um convidado por episódio debatendo os temas mais quentes da semana, além de ter a missão de trazer novas vozes da cultura afrourbana, fazendo um giro por novidades da música, moda, tecnologia, entre outros temas. e estagiou por mais de dois anos na TV Cultura, onde se apaixonou pelo jornalismo televisivo.

Gabi Oliveira, youtuber

Comunicadora social e criadora de conteúdo para internet, atualmente Gabi Oliveira, conhecida como Gabi de Pretas, reúne um público de seguidores virtuais em suas redes de aproximadamente 1 milhão de pessoas, sendo um dos canais participantes do programa Creators For Change, da Google. É também parceira-colaboradora da Avaaz na luta contra a desinformação no Brasil e colaboradora de uma das campanhas da ONU Brasil.

Nina Chrispim, creator

A publicitária e ativista pelo letramento racial Nina Chrispim é produtora de conteúdo e viralizou no início deste ano ao fazer uma rima sobre como o público a classificava como “Lumena” em uma tentativa de generalizar as vivências e as opiniões de pessoas negras. No TikTok, Nina traz questões raciais com bom humor (e muito deboche) e já soma mais de 230 mil curtidas.

Está mais do que na hora de dar visibilidade a todas as profissionais negras do audiovisual e do entretenimento brasileiro. Talentos, não faltam. O que faltam são oportunidades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: