Noticias

Rapper Djonga diz ter sido vítima de racismo durante jogo no Mineirão

Ao ter sido agredido, cantor revidou com “socos e pontapés”. “Dessa vez reagi, um soco, perdi a cabeça mesmo”, afirmou o músico em sua conta no Twitter.

O rapper Djonga, de 27 anos, alega ter sofrido racismo de dois seguranças no estádio do Mineirão. Crime teria ocorrido neste domingo (12) durante o jogo entre Atlético-MG e Athlético-PR. Em um post no Twitter, Djonga disse que reagiu após ter sido vítima de racismo e discriminação.

Anúncios

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), um segurança de 38 anos contou que, ao passar de um setor para outro, viu uma confusão envolvendo outros colegas.

Ainda de acordo com a PM, algumas pessoas tentavam passar uma barreira instalada, conhecida como “triagem”, e, nesse momento, Djonga teria agredido os seguranças com socos e pontapés.

Os seguranças foram identificados como Bruno Brito Santos e Wagner Ferreira dos Santos, eles ainda não se manifestaram sobre o caso.

A Polícia Civil, disse que o cantor foi encaminhado à delegacia de eventos, onde foi ouvido, assinou um termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), por lesão corporal leve, e depois foi liberado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: