Textos

O futuro existe?

Esta breve reflexão marca o meu retorno às páginas do Cultura Preta. Começo rememorando a fala com a qual conclui meu último texto de 2020, o ano interminável: “Desejo um 2021 de muita saúde, amor, paz, luz, alegrias, fé, responsabilidade social e realizações para todos nós!!!!”.

Foto: Reprodução
Anúncios

Era o último dia do ano que nossas histórias individuais e coletivas foram profundamente marcadas pela tragédia que foi e ainda tem sido a pandemia da Covid-19. Naquele momento eu estava repleta de esperança que superaríamos todas as dificuldades e a vida venceria o medo. Não imaginava o que estava por vir.

Mal sabia eu que o título que dei àquelas reflexões que objetivavam trazer à luz a esperança de um futuro melhor foi a tônica de 2021, constatando o horror dos tempos sombrios que vivíamos. Hoje, relendo “2020, o ano interminável”[1], me emociono e sinto a dor daqueles que sofreram com essa pandemia e que “perderam” seus entes queridos. Sua dor é nossa dor!

Ainda sentimos por aqueles que não tiveram os direitos à vida e à saúde respeitados, porque a opção dos governantes foi pela imunidade de rebanho, e não por políticas eficientes de contenção da disseminação do vírus, além de retardar o processo de vacinação. O amor não reinou e sim o egoísmo, que impede a vida em comunidade e o bem comum.

Paz? Luz? Que paz e luz poderiam ter aqueles que sofreram e ainda sofrem pelo descaso, seja das autoridades públicas, seja dos cidadãos sem consciência da responsabilidade social? A paz possível foi e é somente aquela advinda da força espiritual de cada sujeito que aqui está, sustentada por Deus e pelos nossos ancestrais. As alegrias são as memórias de quem amamos, os que aqui estão e os que foram acolhidos pela espiritualidade, vítimas ou não da pandemia.

Quais realizações tivemos neste 2021? A resistência contra a morte dos nossos corpos e das nossas mentes. Viver é um ato revolucionário! Mesmo com todo o sofrimento e toda a dor, muitos de nós aqui estamos, no tempo presente, e não estamos por acaso. Chegamos até aqui porque alguém lutou e resistiu antes de nós, no tempo passado, para que pudéssemos existir. Se o futuro existe? Somos o futuro sonhado por nossos ancestrais.


[1] Relembre em: https://culturapreta.com/2020/12/31/2020-o-ano-interminavel/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: