Musica

Novo disco de André Dias traz doses de amor, desapego e protagonismo do homem negro

Novo disco chega recheado de participações.

Com músicas que trazem um contraponto ao retratar o protagonismo de um homem negro, preso a estereótipos racistas e machistas, o cantor, compositor e guitarrista, André Dias, lançou ontem (7) o disco “Das Mais Belas Tristezas às Mais Doces Levezas”, nas plataformas de streaming. A foto da capa é de Glauco Neves, a produção é assinada por André T e traz as participações de Antenor Cardoso, Cadinho Almeida, Morotó Slim, entre outros artistas.

Capa do disco DMBTAMDL Foto: Glauco Neves
Anúncios

Em março, André deu um gostinho deste projeto com o lançamento do single “Remonta” e mostrou que DMBTAMDL é um disco bem pessoal. O período de gravações foi um processo de cura, descobertas e redescobertas. Suas canções são autobiográficas e tentam lançar luz à forma como a tristeza e seus diversos tons permeiam – positiva e negativamente – as relações amorosas. Após lidar com um término de relacionamento traumático,  algumas das faixas do disco surgiram como uma válvula de escape para se reerguer.

Me permiti olhar minhas composições mais antigas, que não fizeram parte de nenhum dos meus trabalhos anteriores, e pude entrar em contato com um André mais jovem e mais livre das dores do mundo e isso foi revigorante. Por fim, ainda tive a possibilidade de trabalhar com diversos músicos mais experientes do que eu e isso acrescentou muito na minha percepção musical”, explica o músico.

André Dias Foto Thiago Dias
Anúncios

Esse disco é a representação do passo seguinte em sua carreira. É o momento em que ele se solta das amarras do músico ligado à banda, dando assim, vazão às diversas personas e sonoridades contidas em suas músicas, compostas paralelamente a antigos projetos.

Fala a partir de sua subjetividade, de um lugar de vulnerabilidade e introspecção, enquanto homem preto que lida com diversas questões. A ideia de experiência única de negritude é desafiada, porque esta subjetividade não perpassa pela ancestralidade religiosa, mas, não se encaixa na linguagem do rap e quebra a expectativa de “negritude urbana”.

Álbum Visual

O álbum visual de DMBTAMDL é composto por quatro faixas, “Mar de Desejos”, “O Véu”, “Lembro” e “Eu Sou”, ainda sem previsão de lançamento, já que as gravações precisaram ser interrompidas, devido aoDecreto Nº 20.254, que institui restrições de realização de atividades e locomoção pública, como medidas de enfrentamento ao novo coronavírus. A direção, edição e finalização é de Glauco Neves e a produção executiva de Heverton. O roteiro foi escrito pelo próprio André Dias. 

Para mim, foi uma experiência inédita! Sempre acostumado a escrever canções, poesias e contos, escrever um roteiro foi sair da minha zona de conforto. Tive que pesquisar e estudar as métricas e regras de escrita. Desde o início, quis contar uma história que ilustrasse o título do disco e, então, surgiu a frase “o caminho para a leveza, perpassa pela tristeza”. A partir daí, pesquisei outros álbuns visuais e clipes de artistas que gosto e fui desenvolvendo a ideia”. 

Foto: Glauco Neves
Anúncios

Durante o processo, Andrezão incluiu algumas ideias que havia pensado para clipes de outros projetos que participou e não vingaram. “Foi extremamente desafiador escrever algo baseado em minhas próprias canções com o objetivo final de fazer o diretor enxergar a história e comprar essa briga de contá-la”.

O diretor artístico e figurinista do projeto, Thiago Dias, explica que tudo ocorreu de forma bem orgânica, já que acompanha toda a trajetória de carreira de André e confecção de seu primeiro álbum solo. 

Para mim, foi uma grande honra traduzir visualmente, através de objetos, cores, entre outros, esse trajeto de encontro com a essência que permeia o disco. Um traço marcante do projeto são os seus figurinos, com seus formatos e cores que se destacam nos ambientes escolhidos. Cada um deles foi idealizado e projetado almejando a  fluidez e movimentação das roupas, sendo eles idealizados por mim e confeccionados pela brilhante costureira Rita Ferreira”, explica Thiago.

Anúncios

No futuro, André tem como objetivo expandir e consolidar sua veia de compositor. “Escrevo desde os 14 anos e tenho músicas de todo o tipo e ritmos. Então, espero que o desenrolar do meu trabalho seja cada vez mais plural musicalmente”, finaliza. 

Álbum já disponível em varias plataformas digitais, clique e ouça!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: