Musica

Irmãs de Pau se lança no mainstream com a faixa “Travequeiro”

Com direito a uma entrevista exclusiva, as cantoras falaram sobre o lançamento, suas referencias e muito mais.

A dupla musical Irmãs de Pau formada por Isma Almeida (Baile da Cuceta) e Vita Pereira (Perifericu), chega na cena com muita autoridade, as duas artistas vem construindo uma trajetória louvável e agora estão juntas como cantoras e a primeira faixa já está disponível, “Travequeiro” chegou com direito a clipe, a faixa tem produção de MU540, confira:

Anúncios

A nova musica apesar de ser um funk proibidão, traz um contexto que mulheres como Vita e Isma vivencias constantemente, em entrevista para o CP, elas falaram um pouco da nova faixa e de suas carreiras:

Como surgiu “Travequeiro”?

Vita: “A música fala sobretudo sobre (des)afetos. Sempre fomos vistas somente pela narrativa da exotificação e hipersexualizacão. Travequeiro são aqueles homens cisgeneros que adoram ficar com as travestis, mas apenas no sigilo. Um exemplo é: Desde quando criamos nossa página no Instagram recebendo diariamente propostas de pessoas pedindo nudes, querendo programa e etc. somos vistas como alguém que procura sexo 24h por dia. Nós somos educadoras, filhas, artistas, produtoras, compositoras e tantas outras coisas e passamos os dias resolvendo problemas de auto gestar nossa carreira e vida. Não procuramos apenas sexo. Através do funk, influência que ouvindo desde pequena, resolvemos gritar para o mundo questões que não se encerra não música “maricona desgraça, arrombada do caralho, não me deu uma assistência e ainda quer comer meu rabo”. Quando dizemos que falamos de afeto significa trazer memórias de relacionamentos que entramos e muitas vezes só rolava penetração, eles (travequeiros) não tocavam nossas corpas, não beijavam nossas bocas. Nos colocamos na posição de ativas na música, mas não tem nada haver com ativa x passiva, mas sim de ativa de escolher nossos próprios desejos e escolher como queremos ser tratadas.”

Isma: “Travequeiro é nossa primeira música de studio e a intenção sempre foi trazer elementos da nossa vivência Travesti que conectasse com outras milhares de travas que tbm passam por isso, e que essa musica sirva de ferramenta para que possamos nos expressar, trazer questões que nos afetam afetivamente. Dar surra de pica não é sobre um mero ato sexual, e sim mostrar que estamos pra briga, estamos na luta em busca da quebra desse CIStema que tem muito que aprender!”

Isma Almeida e Vita Pereira durante gravação do clipe “Travequeiro” Foto: Elias Bezerra

Como foi o processo de gravação com o Mu540?

Vita: “Antes de conversar com MU540 tínhamos conversado com um Dj super famoso na cena do funk. Mostramos nossa música e o nome da dupla e o mesmo alegou que era muita baixaria e que se quiséssemos gravar com ele teríamos que trocar de nome, pois a música e nosso nome iria pegar mal pra carreira dele. Ficamos triste pois logo no início reconhecermos e sentimos na pela o quanto ainda o movimento do funk é machista e transfóbico. Ficamos abaladas mas não desistimos do nosso sonho. Conversamos com Arthur Santoro um dos realizadores da Batekoo e ele nos apresentou o MU540. Desde o início MU540 abraçou o corre com a gente. Conseguiu um estúdio a Deck9 Records e bolamos um sonzão que foi boka de sisifufu. É incrível trabalhar com pessoas que acreditam na gente.”

Isma: “O Mu540 é meu mozãoooo kkkk, foi muito gostoso ter a chance de trabalhar com esse mano que é tão foda na cena, ele é incrível como pessoa e como talento, desde o início eu não tive dúvidas de que ele faria o melhor pra gente!”

Anúncios

Quais foram as maiores referências sonoras da faixa pra vocês?

Vita: “Nossas referências são sobretudo as mulheres pretas na cena do funk, bem como Tati Quebra Barraco, Mc Carol, Deize Tigrona, Pepita entre outras. Crescemos ouvindo furacão 2000 e por muito tempo não podíamos dançar pois viemos de famílias super religiosas. Queríamos juntar não só nessa música mas no Ep- DOTADAS um mix das nossas ref que crescemos ouvindo com as sonoridades da atualidade.”

Isma: “MC Dricka é uma de nossas maiores refs, tanto na questão das letras escrachadas e sinceras, quando no beat, por isso é um Mandelão dos bons viu, fino fino!”

E o clipe? Como foi o processo criativo dos visuais, e a gravação do vídeo?

Vita: “Queríamos criar um processo também afetivo. Nosso clipe só foi possível por que muitas pessoas amigues e amigas sonharam junto com a gente. A coletividade tem uma potência incrível. As pessoas que trabalham com a gente não receberam para fazer o que fizeram. Por isso é importante doar para o nosso financiamento coletivo para conseguimos remunerar nossos amigues que trabalham juntes. O processo criativo se deu numa forma muito orgânica. Gravamos na casa de uma das integrantes das Irmãs de pau, localiza-se em Itapevi na quebrada. Não tínhamos dinheiro para colocarmos os melhores looks, makes e cabelos, mas fizemos mesmo assim. Fizemos com o que tínhamos em casa. É o resultado foi esse que vocês assistiram.”

Isma: “O clipe já é meu xodó, foi gravado na lage da minha casa na quebrada, me senti muito a vontade, com uma equipe maravilhosa, foi puro fortalecimento. É o clipe mais lindo da minha carreira.”

Depois de “Travequeiro”, o que o público pode esperar das Irmãs de Pau?

Vita: “Muito funk, trap, vogue e dancehall. Muita cultura transviada, preta e marginal. Vocês podem esperar sempre uma superação de nós mesmas. Como Linn da quebrada sempre fala, primeiro escrevemos para nós, para que essas escritas façam sentindo as nossas narrativas. Depois se fizer sentido para você também, nos ajude compartilhando e apoiando nosso corre.”

Isma: “EP DOTADAS, vamos amplificar essa narrativa através de um conjunto de musicas dotadas de vivências, putarias, falação de merda, ritmos deliciosos e afins, aguardem que vcs vão ver!”

Anúncios

A dupla já está no corre do novo EP que vai se chamar “Dotadas”, o mesmo tem uma campanha já ativa onde você pode colaborar com o projeto:

Clique aqui e colabore com o EP “Dotadas”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: