Entrevistas

A grande promessa em ascensão: conheça Sheku Kanneh-Mason, jovem estrela da musica clássica britânica

Seu primeiro instrumento foi o piano, mas foi com o violoncelo que se encontrou e veem conquistando o mundo.

Sheku Kanneh-Mason chamou a atenção do público pela primeira vez quando ganhou o BBC Young Musician com apenas 17 anos, e aos 19 foi se apresentar no casamento do príncipe Harry e Meghan Markle, assistido por 3 bilhões de pessoas em todo o mundo. Desde então, ele é considerado um dos próximos “Líderes da Geração” segundo a revista TIME, com sua capacidade de cruzar fronteiras musicais e atrair novos públicos para o mundo da música clássica. Com seu recém lançado álbum, ele faz exatamente isso de forma surpreendente.

Anúncios

O CP entrevistou o jovem que falou sobre seu começo ma música clássica e sobre sua carreira que alça grandes voos:

CP: Como surgiu seu interesse pela música clássica?

Sheku: Eu cresci em um lar onde a música era uma parte central na vida da minha família. Nós ouvíamos música em casa, nas viagens de carro e íamos em shows em família. Então, desde muito novo, estava exposto à música, e principalmente à música clássica.

CP: E o violoncelo foi de fato seu primeiro instrumento?

Sheku: Eu comecei a tocar piano por volta dos 6 anos de idade, já que tínhamos um piano em casa e também foi o instrumento que meus irmãos mais velhos começaram a tocar. Depois comecei a aprender violino (também como meus irmãos mais velhos), mas durou apenas alguns meses. Isso aconteceu porque fui em um concerto com uma orquestra inteira tocando e fiquei animado com o som e aparência do violoncelo. Então, pedi para aprender a tocar o violoncelo no lugar do violino.

CP: Como foi ser o primeiro negro a vencer o BBC Young Musician até então so premiavam artista brancos?

Sheku: Espero que, ao ganhar este prêmio, seja capaz de inspirar outras crianças negras a conhecerem o violoncelo e música clássica, como algo possível e excitante para elas fazerem.

Foto: Jenny Stewart

CP: De suas apresentações, tocar no casamento real te deixou mais nervoso que em outras apresentações?

Sheku: Não foi a que mais me deixou nervoso, mas, com certeza, foi uma ocasião única e tive a experiência de me apresentar em um evento como aquele.

CP: Já conhece o Brasil e a música brasileira? Se sim, tem algum cantor ou cantora que gosta mais?

Sheku: Eu tive a sorte de viver com um guitarrista brasileiro em Londres pelos últimos 4 anos, então ele me introduziu e apresentou bastante a música brasileira. Tenho o sonho de ir para o Brasil, já que ouço falarem tanto.

CP: O que você pode nos contar sobre seu novo álbum?

Sheku: Este novo álbum é um mix eclético de músicas que tenho me inspirado e me interessado, e inclui colaborações com uma gama de artistas que eu admiro e amo trabalhar. O violoncelo tem uma “voz” tão versátil, então quis colocar a mim e o instrumento em diversos contextos musicais. Tem muita música folk, arranjos de Bach e Villa-Lobos na parte do violoncelo, como novas composições e um single pop que compus com um amigo. E muito mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: