Musica

Mi Kaev reflete sobre as subjetividades da mulher negra, artista e macumbeira em “Caso Leve”

Projeto – que antecipa o próximo EP da artista - exalta a transformação, a identidade, as memórias e a autoafirmação.

Inaugurando uma nova e solar fase da sua carreira, Mi Kaev apresenta “Caso Leve” – primeiro videoclipe do EP “M. Aura”, previsto para ser lançado em março de 2023. Seguindo as pistas do próprio nome, a artista confessa, nessa faixa, seus desejos mais sinceros de liberdade e autoconhecimento, investigando as maneiras de controle que se escondem sob o disfarce do afeto. A produção musical é de Marfa Kurakina e o rapper Preto K faz participação especial.

Anúncios

Para o audiovisual que acompanha a estreia, uma trajetória de heroína conduz a cantora de volta às suas raízes, em busca dos vestígios de seus mais velhos, das memórias e, enfim, de si mesma. Essa procura, no entanto, não se dá facilmente e a realidade parece ocultar a chave do enigma. A partir daí, uma viagem por outros mundos coloca em cena a construção dos alter egos que são atravessados pelas subjetividades da “mulher negra, mulher artista e a mulher macumbeira”.

Esses encontros abrem, um a um, as possibilidades de se compreender e autoafirmar. A direção e o roteiro são de Luana Macedo que, ao lado da própria Mi Kaev, também assina a concepção artística. A co-direção, produção e montagem é de Filipe Tomassini.

“Esse projeto é, também, uma homenagem às pombagiras. Ao mesmo tempo que este arquétipo representa o empoderamento feminino, também fala da valorização da cultura e religiões afro-brasileiras, além de brindar o povo da rua, presentes no imaginário e na vida da população preta do nosso país. Quero celebrar essas magias”.

Autoral, a música foi gravada no estúdio DRS, no Rio de Janeiro. A banda convidada é formada pela já citada Marfa Kurakina (baixo), Bóka Reis (percussão), Ezequiel Santos (teclado) e Daniel Pinheiro (bateria).

Anúncios

“Acho que, no final das contas, esse som fala sobre transformação, autodeterminação e emancipação. Também é importante nos jogarmos em temas mundanos, daqueles que a gente tem que lidar na vida, ainda que numa perspectiva de reflexão. Aqui, marco a minha saída daquele mergulho que, antes, fiz ao inconsciente. Subo à superfície pra lidar com o aqui e agora”, finaliza Mi Kaev.

“Caso Leve” tem mixagem de Beto Martins e Marfa Kurakina. A masterização é de Ramon Calixto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: