Matérias

Instituto C&A investe R$ 600 mil em projetos de empreendedorismo de pessoas negras, LGBTQIAP+ e imigrantes

Em 2021, o pilar social da C&A no Brasil também realizou programas de voluntariado e doou mais de R$ 1 milhão em ajudas humanitárias.

O Instituto C&A – pilar social da C&A no Brasil – investiu R$ 600 mil em projetos do Programa de Empreendedorismo que fomentam o empreendedorismo de pessoas negras, LGBTQIAP+, imigrantes e moradores da periferia, em 2021, impactando diretamente cerca de 300 micro e pequenos empreendedoras e empreendedores.

Anúncios

Dentre os projetos, os mais recentes foram a parceria com a Feira Preta, que levou produtos de seis afroempreendedores de moda para serem comercializados no marktplace da C&A Brasil. Eles foram selecionados entre os 21 empreendedores negros, indígenas e afro-indígenas, que participaram do programa Afrolab Moda by Instituto C&A, com mentoria de profissionais da C&A e workshops com nomes do mundo fashion, como o estilista Isaac Silva. O Afrolab Moda também deu origem ao Sente o Flow na Moda, campanha que ofereceu visibilidade para os afroempreendedores do projeto, e que contou com apoio de nomes como a cantora Karol Conká.

Outra iniciativa de destaque do Instituto C&A foi o Prêmio Fashion Futures, que distribuirá R$ 180 mil para cinco iniciativas com o objetivo de fortalecer e estimular o futuro da moda mais diverso, justo e sustentável. Foram premiados projetos, negócios e coletivos de diferentes cidades do país: São Paulo, Campinas, Salvador e Riacho das Almas, em Pernambuco. O prêmio contou com 323 inscritos, além de quase 36 mil votos na categoria de Personalidade da Moda Sustentável, que deram a vitória para Carol Barreto, que lidera o projeto Modativismo na Bahia.

Ainda, para incentivar o afroempreendedorismo e o empoderamento feminino, o Instituto C&A também criou o projeto Garimpo da Preta, em parceria com a Pretahub e a Minha C&A, para estimular o empreendedorismo digital como geração de renda. O projeto beneficiou diretamente seis mulheres negras,que participaram de uma imersão presencial no Recôncavo Baiano, com oficinas sobre produção de conteúdo digital, empreendedorismo e moda.

O Instituto C&A também investiu na comunidade LGBTQIA+ por meio de duas iniciativas este ano. O projeto #TodesNaModa, em parceria com a organização CRIÁVEL, teve o objetivo de capacitar e desenvolver negócios de moda protagonizados por empreendedores da comunidade LGBTQIAP+. Foram mais de 500 inscrições e 10 empreendedores selecionados. Além disso, o projeto Capacitrans, que buscou apoiar o empreendedorismo trans e travesti na moda, impactou 7 empreendedores no ano de 2021.

Por meio do Modela ZL, em parceria com o Emperifa e Casulo, o Instituto C&A selecionou 30 micros e pequenos empreendedores de moda da Zona Leste da capital paulista para resolver desafios mais urgentes de seus negócios relacionados à gestão de moda. O Instituto também foi um dos apoiadores do Tecendo Sonhos, iniciativa da Aliança Empreendedora que desenvolve e capacita uma rede de 18 oficinas de costurada lideradas por microempreendedores migrantes na capital paulista.

Ajuda humanitária e voluntariado

Ainda em 2021, o Instituto C&A realizou 88 ações de ajudas humanitárias na pandemia de COVID-19, investindo mais de R$ 1 milhão. O programa apoiou 100 organizações em mais de 65 municípios, em ações como Unidos pela Vacina, União Amazônia Viva, Florescer Brasil, Gerando Falcões e a entrega de cestas básicas, com a distribuição de mais de 100 toneladas de alimentos, que impactaram cerca de 7,5 mil famílias. A iniciativa também contou com a participação de mais de 300 voluntários e voluntárias, dentre eles 50 lideranças das lojas, como gerentes e supervisores.

Mais recentemente, a organização realizou ações para ajudar a mitigar os estragos causados pela chuva no sul da Bahia. Além de doar R$ 60 mil reais para a compra de itens como cestas básicas, produtos de higiene e domésticos, o Instituto C&A também está realizando mobilizações para o envio de peças de roupas e, ainda, uma campanha para arrecadação de doações junto aos clientes C&A.

Anúncios

Já o programa de voluntariado do Instituto C&A contou com quase 1,3 mil voluntários participantes – o que significa cerca de 7% dos colaboradores C&A engajados – sendo 154 lideranças, entre supervisores e gerentes, resultando em 381 ações realizadas ao longo do ano com 90 organizações parcerias. Além disso, o programa #MuitoMaisOn uniu o voluntariado corporativo e o fomento ao empreendedorismo, com a realização de workshops online e gratuitos ministrados por colaboradores C&A voluntários do Instituto, especialmente para empreendedores com o objetivo de colaborar com o desenvolvimento de pequenos negócios, impactando mais de 300 empreendedores de moda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: