Musica

Exaltando cultura negra e periférica, Kynnie lança clipe “Alucinação”

"Alucinação" traz também temática LGBTQIA+, unindo pop e R&B à Black Music, e já está disponível nas plataformas de áudio e no YouTube pelo Inbraza, selo pop da Som Livre.

Avisa que é ela! A cantora Kynnie, uma das maiores apostas do pop nacional atual, lança nesta sexta-feira (23) seu novo single “Alucinação“. A faixa sai pelo Inbraza – selo pop da Som Livre em parceria com a Liga Entretenimento – e, como não poderia deixar de ser, vem carregada de representatividade e referências alinhadas às bandeiras que a artista levanta, tanto na vida profissional quanto pessoal, como a causa LGBTQIA+ e a cultura negra. “Alucinação” chega ainda com um clipe gravado no Viaduto de Madureira, no Rio de Janeiro, no clima do famoso Baile Charme local.

Anúncios

A produção audiovisual, com direção de Dauto Galli – também responsável por assinar videoclipes de artistas como Xamã, Agnes Nunes, Jhonny Hooker e Antônia Morais -, apresenta a atmosfera de um dos mais tradicionais pontos de cultura e lazer da periferia carioca. Com uma estética urbana e figurinos streetstyle, o filme traz até uma reprodução do icônico passinho coreografado, elemento indispensável nos bailes e de presença tão garantida quanto o próprio Viaduto Negrão de Lima, nome oficial do espaço. O cenário não poderia ser mais ideal, uma vez que é um dos berços e focos de resistência da black music no Rio de Janeiro, e é exatamente por esse ritmo que Kynnie navega na canção, aliado ao pop e ao R&B.

“Com a sonoridade que trouxemos na faixa, não poderíamos deixar de representar esse grande espaço, que vive resistindo e fomentando a cultura há décadas. Quando falamos do Viaduto de Madureira, falamos de uma história que passa de geração em geração, e essa é a história que eu quero escrever. Um lugar onde você pode ser livre para dançar, se divertir, se enturmar e ser feliz. Na primeira vez que estive no Baile Charme, lembro de ficar admirada ao ver tantas pessoas lindas e estilosas no mesmo lugar. Foi a partir dali que comecei a entender como era importante estar em espaços em que a nossa beleza negra fosse admirada, pelo simples fato de nos identificarmos uns com os outros, com todos esbanjando sensualidade e alegria por meio da dança. E isso é lindo demais, não tem preço. Então, não tem como fazer uma música que é a cara do Baile Charme de Madureira e ela ser gravada em outro local. Me senti honrada por ter conseguido fazer esse clipe acontecer lá”, conta Kynnie sobre a importância de valorizar a cultura negra e periférica no videoclipe de “Alucinação”.

Kynnie nos bastidores do clipe de “Alucinação” – crédito Lucas Nogueira /Divulgação Som Livre

Com trechos como “Por que tu não para / De ser tão gostosa / Na cama é minha tara / Bunda maravilhosa / Joga na minha cara / Com calma, não goza / Preta jóia rara / Paixão venenosa”, a música é uma declaração apaixonada e vem carregada da temática LGBTQIA+ na letra, pauta bastante presente na vida e nas redes da artista. “Essa é a minha história, é quem eu sou. Viver e cantar um relacionamento homoafetivo é sobre o amor que pulsa dentro de mim. Não tenho como contar a história de outra pessoa a não ser a minha. É a importância desse grito do amor e de tratar desses temas dentro do nosso país. Porém, há um ponto muito importante e especial na construção das narrativas, pois elas podem ser criadas a partir da nossa vivência. Então, quando eu falo na letra de ‘preta joia rara’, essa mulher bonita, gostosa e inteligente também sou eu, minha irmã, minhas primas, minha avó, e outras mulheres negras que por tantos anos foram diminuídas e hiperssexualizadas por uma sociedade machista e escravocrata”, diz a artista.

Em resumo, “Alucinação” traduz a personalidade de Kynnie ao mesmo tempo em que, e talvez exatamente por isso, apresenta a artista em sua melhor forma em termos de versatilidade, talento e potência vocal – o que já não era uma tarefa simples, vide que ao longo de 2020 a artista brindou o público com hits como “Simples Assim”, “Desculpa os Áudios” e “Linda, Chique, Sexy e Braba”, esta última um verdadeiro hino de empoderamento e que acabou sendo escolhida para integrar a trilha sonora do especial “Falas Femininas”, do Globoplay.

Sobre o lançamento da nova canção, Kynnie não esconde as expectativas: “Eu nunca estive tão ansiosa para um lançamento! Eu dei tudo de mim, tanto no vocal quanto na performance do clipe, e sei que a partir desse lançamento todos poderão conhecer ainda mais de mim. Procuro amadurecer cada dia mais e tenho certeza que essa música tem potencial para me levar aos lugares que sempre sonhei. Essa é a meta!”, finaliza ela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: