Musica

Kynnie lança primeiro EP da carreira intitulado “Kynnie”

Representatividade e empoderamento dão o tom do projeto que leva nome da cantora no título.

A cantora Kynnie, uma das maiores apostas femininas da black music atual e artista do Inbraza – selo pop da Som Livre em parceria com a Liga Entretenimento e os produtores Pablo Bispo e Ruxell – lançou na ultima sexta (24) o primeiro EP da sua carreira, “Kynnie“. Com três faixas, a música de trabalho “Não Sou De Ferro” chega com a participação especial de Edi Rock tanto na faixa quanto no clipe, que será disponibilizado no YouTube na próxima terça-feira (28). Completam o EP a também inédita “Pretinho” (com participação de Lukinhas) e “Alucinação“, lançada no final de julho e cujo clipe foi gravado no Viaduto de Madureira, em clima de Baile Charme.

Anúncios

Sobre ter seu nome no título do EP, a artista afirma que há uma simbologia por trás da escolha. “Representa tudo que eu sou. A minha entrega até aqui, dentro do universo musical, no qual eu pude compor, foi a realização de um sonho antigo. Não acharia nenhum outro nome tão ímpar, se não o meu próprio nome de batismo e que carrego como nome artístico. É o primeiro EP e como se fosse um nascimento de fato, mesmo sabendo que lancei meu primeiro single no segundo semestre do ano passado (a faixa ‘Simples Assim’), agora posso materializar tudo que a música significa pra mim, através do meu nome também. Sempre disse e senti que a música é a minha vida”, conta.

A cantora, que aposta sempre em letras que abordam temas como representatividade e empoderamento, não fez diferente em “Não Sou De Ferro“. Em contraste com a estética vintage e livremente inspirada no filme “A Voz Suprema do Blues”, o audiovisual traz um aspecto bastante progressista ao apresentar Kynnie cantando sua paixão por uma outra mulher, com direito a conselhos vindos das rimas de Edi Rock, que encarna um dos músicos da banda.

A escolha por duas participações especiais que representam diferentes gerações da música urbana – enquanto Edi Rock é um dos precursores do movimento hip hop no Brasil e membro fundador do grupo Racionais MC’s, Lukinhas é um dos maiores representantes do pop urbano nacional, com hits como “Pipa Voada”, ao lado de Rashid e Emicida – enriquece o repertório do EP de estreia da cantora e mostra o quão bem sua segurança e potência vocal a permitem explorar esse território.

Kynnie Foto: Reprodução/Instagram
Anúncios

“Ter duas pessoas incríveis da música, somando comigo nesse momento, é extremamente importante. Lukinhas é um artista que compõe pra caramba e sabe tocar quase todos os instrumentos. Começamos a criar o refrão de ‘Pretinho’ junto com o Pablo Bispo e não tinha como ficar diferente. Fomos pro estúdio e o Ruxell transformou a música em um arranjo inspirado em uma das vozes mais incríveis do mundo: Lauryn Hill. Eu e Lukinhas prontamente conseguimos montar o resto da faixa e colocar no mundo algo cheio de swing, divertido e bem gostosinho, como nós dois”, conta Kynnie sobre a criação da faixa com o amigo e também integrante do selo Inbraza.

“E o Edi Rock é maravilhoso! Por conta da pandemia fizemos as nossas partes remotamente e só nos conhecemos no dia da gravação do clipe. Logo de primeira, nos demos muito bem. É bonito demais ver um cara que veio do início do rap nacional, ser uma pessoa tão humilde e iluminada. Gravamos várias vezes até ficar da forma mais bonita. Eu olhava pra ele no set como a figura de um pai, sabe? De alguém com quem eu estava aprendendo, por ter muito mais vivências do que eu. Foi uma experiência que eu vou guardar pra sempre no meu coração. O grande primeiro veterano da música, que abriu as portas para fazer um featuring com alguém como eu, que estou começando. Isso é muito importante”, completa ela sobre o ícone.

Edi Rock, por sua vez, devolve os elogios. “Essa menina é um caso à parte: talentosa, feliz, grande artista e grande pessoa! Gostei de conhecê-la e gostei do que vi. É uma honra participar de vitórias e ver sonhos se realizando. E o melhor, ainda fazer parte disso! Além disso, grande banda, músicos, e o clipe então, show de bola! Figurino perfeito, me senti um jazzista na década de 30! Muito amor Kynnie, vai na fé filha, o mundo é pouco!”, declara o artista sobre Kynnie e a participação do clipe de “Não Sou de Ferro”.

Com o lançamento do novo EP, Kynnie amplia seu repertório de canções autorais lançadas pelo Inbraza e segue mostrando ao mundo a que veio – e que se pode esperar cada vez mais dela. “As minhas expectativas para o EP são as melhores possíveis. Eu sou sempre positiva quanto aos lançamentos, porque acredito que se uma pessoa for tocada pela minha música, o meu propósito já está sendo realizado”, finaliza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: