Musica

Juliann Tavares volta ao Brasil com clipe lançado por KondZilla e participação de Francky Foss

Com forte apelo pop Latino, "Baile diferente" é o primeiro single de projeto que traz produções de GUDI, Rafinha e Hitmaker.

Juliann Tavares sempre foi um amante declarado da música e da dança. Como começou a batalhar muito cedo em sua terra natal, Salvador, só começou sua trajetória profissional nas artes aos 20 anos. Montou banda, cursou cinema, cantou em bares e casas de shows e agora lança seu projeto solo com todo capricho, disposição e talento. Cercado por importantes nomes da cena pop brasileira, seu primeiro single, “Baile Diferente”, chega hoje com um clipe super produzido, dirigido por Dani Alves. O lançamento acontece no poderoso canal KondZilla e em todas as plataformas musicais através da Believe. A faixa, produzida por GUDI em parceria com DJ Keaton, conta com a participação do rapper francês Francky Foss

Anúncios

Apoie o Cultura Preta no Apoia.se por apenas 10 reais mensais, clique e apoie!

Aliás, foi em Paris que Juliann se encontrou profissionalmente. Após uma participação na tradicional Lavage de Madeleine, ele se encantou pela cidade. Entre idas e vindas, trabalhou como garçom na Cidade da Luz, enquanto buscava oportunidades como cantor. Há dois anos, ele teve seu talento reconhecido pelo também baiano Roberto Chaves, um dos maiores agitadores culturais da França. Agora, Robertinho é quem agencia a promissora carreira de Jullian.

“Baile diferente” é apenas o primeiro lançamento do EP de estreia do cantor e compositor que trará ainda produções assinadas por Rafinha e Hitmaker. “Meu som traz uma mistura de funk, reggaeton e música latina em geral”, resume. “Para este clipe, trouxemos a ideia de abraçar todos os povos, raças e gêneros no nosso baile”, conta Jullian. 

Foto: Edu Ferreira
Anúncios

Suas referências estão em Michael Jackson, Beyoncé, Bruno Mars, Glória Groove e vários outros grandes nomes. Ele canta, compõe e dança. É antenado e utiliza de sua arte para trazer uma mensagem contra o racismo. Suas músicas já estavam tocando em rádios francesas e seu trabalho reconhecido nas televisões de lá quando estourou a pandemia. Agora Juliann resolveu recomeçar exatamente por onde tudo se iniciou. Na sua Bahia, no seu Brasil e rumo a conquistar o mundo. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: