Noticias

Fiscal do Carrefour é presa e será indiciada por homicídio

A fiscal do Carrefour, Adriana Alves, que aparece nas imagens que mostram João Alberto Silveira Freitas, sendo espancado até a morte, foi presa ontem (24). A prisão é temporária com prazo de 30 dias, ela será indiciada por homicídio, segundo a Polícia Civil. Os dois seguranças, Giovane Gaspar e Magno Borges, seguem presos em flagrante por homicídio triplamente qualificado.

Adriana Alves Foto: Reprodução
Anúncios

A cena que também foi gravada por diversos clientes e prestadores de serviço que estavam no local e em um desses vídeos, Adriana se aproxima e diz um motoboy que filmava a cena e diz “Não faz isso que eu vou te queimar na loja”.

Ela também disse a pessoas no local que a vítima havia agredido uma mulher no mercado, e por isso estava sendo “contido”. A informação, entretanto, não procede, de acordo com as investigações. Nas imagens de câmera de segurança do local, Beto, como era conhecido, não aparece agredindo ninguém.

Via: Estado de Minas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: