Novidades

Festival Ori celebra a Cultura Negra e lança TV online gratuita afro-brasileira

Programação online e gratuita traz entrevistas, matérias, música e informação.

O Festival Ori celebra o dia da Consciência Negra no próximo dia 20 com programação gratuita que reúne diversos artistas, personalidades e intelectuais negros, com transmissão ao vivo no canal do YouTube do acervo Cultne, sob o direcionamento do portal Áfricas. Este ano o festival marca um importante momento da comunicação brasileira: O lançamento da primeira TV online gratuita afro-brasileira protagonizada por negros em todas as suas estâncias de produção, a Cultne TV. Em breve, um aplicativo será lançado para que o usuário possa assistir toda a programação em dispositivos eletrônicos móveis.

Foto: Divulgação
Anúncios

Com uma configuração inédita de revista eletrônica, o festival traz uma programação diversa para celebrar a memória, o presente e a continuidade do legado do povo negro. Em sua segunda edição, o evento terá como apresentadores a jornalista Neide Diniz; o Prof. Carlos Alberto Medeiros; o músico Rafael Mike e a Dra em Literatura Africana Aza Njeri. Os apresentadores irão interagir com as personalidades e organizações negras que protagonizam iniciativas nas artes, finanças, estética, moda, educação, empreendedorismo, projetos sociais, dentre outros.

O Ori, palavra de origem Yorubá que significa cabeça física e espiritual, é um Festival Digital transmídia como plataforma virtual de discussão e o fomento da memória cultural negra. A proposta é aproximar e integrar a audiência de todas as idades e classes sociais ao mundo digital, de inovação e cultura, a partir do uso de novas tecnologias de informação e comunicação em plataformas digitais.”, explica Filó Filho, coordenador executivo da Cultne.

Com mais de quatro horas de duração, a transmissão ao vivo do ‘ORI’ também vai agregar matérias, música e informação. Além disso, correspondentes do Festival nos Estados Unidos e Inglaterra trarão contribuições da diáspora africana mundial, com breves inserções de pérolas do acervo histórico do Cultne, resgatadas para dialogar com as gravações recentes.

“A programação inédita é apresentada, dirigida e produzida desde a captação de imagens até a edição com fundamental protagonismo negro. Realizar mais uma edição do Festival Ori é propor de fato que o imenso acervo Cultne sirva de ferramenta na constituição de uma memória visual da luta antirracista em nosso país.”, declara Filó.

Ao final do evento, será exibido um documentário em tributo ao fotógrafo e publicitário Januário Garcia, autor de célebres capas de discos e reconhecido pela atuação no movimento negro, falecido neste ano.

Serviço:

Festival Ori           

Gratuito – horário: Das 16h às 22h                                   

Dia 20/11- Direto do Estúdio da Cultne, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio.     

Transmissão: YouTube: https://youtube.com/c/Cultne                            

Site: https://cultne.tv/cms/festival-ori

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: