Mulheres Pretas que Inspiram

Biografia da atriz Ruth de Souza revela o pioneirismo da mulher negra nas artes

Primeira brasileira a ser indicada a um Festival Internacional de Cinema, em Veneza, 1953, a artista desafiou os padrões e preconceitos de sua época.

Quando se fala na luta negra contra o racismo é preciso lembrar de pessoas que desbravaram caminhos para que as gerações seguintes tivessem maiores possibilidades de mostrar que direitos e oportunidades são para todos. Ruth de Souza é uma dessas mulheres com aura de lenda, porque um ser humano que enfrentou, com elegância, as diferenças raciais, sociais e de gênero, nas quais, estava inserida, merece o respeito e o destaque de uma biografia que joga luz aos 100 anos de uma vida totalmente entregue à arte cênica.

Capa de “Ruth de Souza: a menina dos vaga-lumes – 100 anos de
história” Foto: Reprodução
Anúncios

O jornalista Ygor Kassab, em seu livro “Ruth de Souza: a menina dos vaga-lumes – 100 anos de história”, publicado pela Editora Giostri, destrincha a trajetória de mais de setenta anos de carreira profissional da atriz, promovendo um debate sobre os pontos primordiais que elevam o nome de Ruth ao rol das grandes artistas brasileiras. Um nome respeitado pela crítica brasileira e internacional.

Ela foi pioneira ao fazer parte do Teatro Experimental do Negro, que foi o primeiro grupo de teatro formado por atores afrodescendentes. Abriu portas ao viver a primeira Desdêmona negra, inspirada na obra de William Shakespeare. Escancarou os televisores “do Oiapoque ao Chuí” quando viveu a primeira protagonista negra das telenovelas da Rede Globo, em “A Cabana do Pai Tomás”. Superou os estereótipos e foi em frente.

Ygor Kassab Foto: Reprodução

O autor descortina em cada capítulo, uma passagem diferente da vida da atriz, trazendo
depoimentos de artistas e colegas assim como trechos de reportagens e matérias que a imprensa
brasileira publicou ao longo da longa carreira de Ruth. Uma trajetória embalada pela participação
profunda na ascensão do cinema nacional, na base do teatro moderno e na construção da televisão
brasileira. Lutas e glórias permeiam a biografia de uma mulher que concedeu visibilidade à
negritude mostrando que os sonhos de uma jovem negra não foram em vão. Ao contrário,
mudaram os rumos raciais diante da representação artística.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: