Cultne TV: “Toda África em mim”, de Nato Ferreira, estreia no Dia da África

Nesse 25 de maio, a Cultne TV lança “Toda África em mim”, clipe inédito do cantor e compositor Nato Ferreira, uma realização do Grupo AFROnt, em parceria com o Acervo Cultne e o fotógrafo Cesar Fraga, que fez as fotografias do continente exibidos no vídeo. Gravado em maio deste ano, o vídeo também traz imagens do cais do Valongo e vozes de coral.  O lançamento acontece às 17h, com acesso gratuito, assim como todo o conteúdo da plataforma streaming.

Carlos Negreiros com Orquestra Afro Brasileira em “Toda África em mim” Foto: Reprodução
Anúncios

A letra de “Toda África em mim” é um convite para viajar, junto com o autor, Renato Ferreira, pelos sons, toques e sonoridades de nomes de cidades, locais, países, do continente africano, com um toque brasileiro de sabor e História. No clipe, o figurino é de Ione Carmo, da Abebé Moda Afro-brasileira, a direção musical é de Celso Santana, a equipe artística inclui as vozes de Adriana de Morais, AceSoul, Alberto Rodrigues Jansem Rodrigues, Ana Luiza Clevelares, Glaziele Reis, Lorena Vieira e Rony Lemos.

Na direção de “Toda África em mim”, está Asfilófio (Filó) Filho, que também produz o clipe junto com Delanir Cerqueira e Nato Ferreira. A edição é de Filó Filho e Angelino Albaneze, com a colaboração de Maurício Eiras. O autor da música e cantor Nato (Renato) Ferreira, é também pesquisador, advogado, e um apaixonado pelas raízes culturais africanas que nos formam como afro-brasileiros/as.

“Toda África em mim” Foto: Reprodução

Ainda nesta terça-feira (25), às 19h, estreia o segundo vídeo que registra o workshop da Orquestra Afro Brasileira realizado em maio, como parte do show realizado em 13 de maio, também disponível na Cultne TV. As relações e trocas culturais entre o Brasil e os países africanos, historicamente, também fazem parte do repertório da Orquestra, em português e línguas de matriz africana, com ritmos e estilos afro-brasileiros nas composições de autoria do maestro Abigail Moura e de Carlos Negreiros.

Criada pelo maestro Abigail Moura em 1942, a Orquestra Afro-Brasileira, inovou ao fundir os ritmos ancestrais africanos à música erudita, dando protagonismo à percussão, que além de reger a criação musical foi disposta à frente dos demais instrumentos no palco conferindo ao trabalho uma forte carga simbólica.

Clique e acesse a Cultne TV.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.