Noticias

Vídeo mostra policiais colocando capuz em homem preto que morreu asfixiado nos EUA

O caso aconteceu em março deste ano mas as imagens foram cedidas a família apenas em agosto.

Um vídeo veio a publico na ultima quarta (2) e mostra mais um caso de violência policial, dessa vez foi em Nova York, nele e possível ver policiais encapuzando um homem preto, ele se chama Daniel Prude e na ocasião a policia foi chamada pelo irmão, Joe Prude, que buscava ajuda para Daniel que tinha problemas mentais, no vide-o Daniel está nu e algemado no chão, obedecendo as ordens dos policiais que são todos brancos, e na ocasião estava nevando.

Atenção, vídeo contem imagens fortes.

As imagens são das câmeras acopladas nos policiais.
Anúncios

Ele se debate e em um momento chegou a pedir a arma de um dos policiais, dizendo que iria precisar dela. Segundo os policiais, eles o encapuzaram por causa dos cuspes que Daniel estava desferindo aos policiais, a medida para evitar o contagio de COVID-19, neste momento ele começou a se debater, um dos policiais pressionou sua cabeça sobre o asfalto enquanto outro ficou sobre suas costas durante 2 minutos, durante a ação eles chegam a rir de Daniel se debatendo.

Ser ar ele parou de gritar e os policiais apenas prestaram socorro quando viram um liquido sair da boca de Daniel, uma ambulância foi chamada e tentaram reanima-lo mas ele não resistiu, um médico concluiu que a morte foi causada por complicações de asfixia por ação física, os fatores complicadores foi a intoxicação por fenciclidina, droga analgésica que causa alucinações.

Em entrevista Joe falou que queria ajuda dos policiais e criticou duramente a ação.

Tradução: Joseph Prude, irmão de Daniel Prude, fala sobre seu irmão, que foi morto pela polícia enquanto tinha uma crise de saúde mental: “Liguei para o meu irmão para obter ajuda, não para o meu irmão ser linchado … isso foi um assassinato em andamento. ”

“Eu telefonei para pedir ajuda para o meu irmão. Não para ele ser linchado”

A investigação do caso está sendo feita pela procuradora-geral de Nova York, Letitia James.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: