Matérias

Porque não vemos pessoas negras nos públicos de grandes festivais de musica do país?

Entre os dias 5 e 7 de abril rolou o famoso Lollapalloza Brasil, um grande festival de  musica que reuniu grandes nomes nacionais e internacionais da musica, porem nesta edição não podemos destacar somente os artistas mas também o racismo e a maioria esmagadora de pessoas brancas que comparecem ao festival.

Podemos já iniciar com o que aconteceu com o cantor e empresario Fióti, que foi chamado de macaco (em inglês) por um segurança da banda Kings of Lion,  “Me xingou de macaco” “Dei uma voadora nele mas acertei outro segurança”. “Racista não vai ter vez” disse Fióti, vale ressaltar que ele tinha a pulseira que dava acesso ao backstage.

fioti.jpg
Fióti com a cantora Jorja Smith no Primeiro dia do Festival

O que aconteceu com Fióti está ligado em 100% com nosso assunto, geralmente e normal ver pessoas negras nesses locais como artistas, não como publico em si, não e exagero nenhum dizermos que hoje nesses festivais os negros cantam para pessoas brancas, uma maioria esmagadora que tem sim a condição de ir estes festivais que são de valores elevados devida a alta produção e os artistas envolvidos, as pessoas negras em sua maioria ainda não tem condições financeiras para ir a um evento desse porte, alem de ingressos caros, existem outros gastos como transporte e alimentação.

content_JR0609185707_pos
Foto tirada durante o João Rock de 2018

Este ano ainda teremos mais 2 festivais grandes e de destaque que são o Rock in Rio e o João Rock, nomes como Emicida, Elza Soares, Cardi B e vários outros nacional e internacionais já estão confirmados nos festivais, porém sabemos que não será diferente.

Existe uma outra questão dentro destes festivais que são os artistas brancos convidados que geralmente são maioria, quando pensamos em Rock in Rio o mesmo já trouxe nomes da música nacional de vários estilos e neste ano tem um foco grande no Rap, Drake e a grande atração deste ano e além disso o festival terá um palco chamado “palco favela” onde outros artistas negros vão se apresentar, o nome foi colocado realmente para remeter a isso, até porque eles pensam que no rio, só tem preto na favela, então porque não colocar os mesmo em um palco que remeta a mesma não é! No mesmo palco vários funkeiros irão se apresentar como Tati Quebra-barraco e Mc Carol. Mesmo tendo estes espaços e tais artistas neles o final e que o público que vai consumir não e o da favela, não são os envolvidos com a cena hip-hop, mas sim pessoas brancas e ricas que gostam desses artistas pela sua popularidade e não pela sua representatividade.

Foto tirada durante o Lollapalloza 2019

E muito bom ver Iza, Kendrick Lamar, Jorja Smith, BK’ e vários outros negros que ja subiram no palco desses eventos  por causa de sua musica, porem ainda temos que apontar essas questões e sim temos que denunciar o racismo que nos mostrou mais uma vez que independente da sua posição social, da sua influencia ou atuação, se você for negro, ainda vai ter que lhe dar com o racismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: