Novidades

Protagonismo, estreias e pluralidade de artistas negras marcam Festival Yalodê

Nos dias 17 e 18 de setembro, o Festival Yalodê será palco da estreia de Mayra Andrade em Brasília, primeiro show em dupla das baianas Nêssa e Margareth Menezes, mais a diversidade de artistas brasileiras e internacionais.

A primavera chega no Distrito Federal ao som de vozes de artistas do Brasil e do mundo, na segunda edição do Festival Yalodê, um encontro internacional em que as mulheres negras são protagonistas com toda sua pluralidade. O Museu Nacional é o local do evento, totalmente gratuito, onde acontecem shows nos dias 17 e 18 de setembro, a partir das 19h. O Yalodê é uma celebração da potência musical que se mostra rica e variada nas expressões.

Yalodê 2019 Foto de Davi Mello
Anúncios

O mergulho nos universos sonoros inclui, ainda, Mayra Andrade, Fabiana Cozza e Indiana Nomma, nomes conhecidos no país e no exterior, talentos que emergem no DF, como as Margaridas, artistas consolidadas na cena da capital, como Cris Pereira e Teresa Lopes. Há também espaço para estrear em Brasília a capixaba Afronta MC, que está consolidando carreira no Brasil e o retorno de Bia Nogueira aos palcos da capital.

De origens, idades, fases de carreira e vertentes musicais variadas – que incluem Hip Hop, MPB, samba, pop, samba reggae, pagodão, afro beat, jazz, ritmos eletrônicos, rap  – essas mulheres são artistas com diferentes experiências e trajetórias, múltiplos trabalhos artísticos que a capital federal poderá apreciar nos dois dias do Festival.

Sobre essa riqueza e complexidade que chegam junto para abrir a primavera, a cantora Fabiana Cozza comenta o que as une e o que significa o Festival para ela. “Cantar ao lado de outras amigas e colegas cantoras, negras, defensoras do patrimônio que é a cultura negra brasileira é praticamente um manifesto. Manifesto onde reafirmamos a arte e o pensamento afrodiaspórico, nossas raízes e ancestres, ecoando nosso coro feito trovoada na luta contra a política da morte, da supremacia branca, da boçalidade, da misoginia. Não somos cinco ou seis. Cada uma de nós é uma garganta que abarca outras centenas de mulheres. Assim nos legaram. Assim aprendemos e por isso seguiremos.”

Como compor esse cenário de pluralidade, com as diferentes facetas artísticas das cantoras? A idealizadora do evento e curadora, Sara Loiola, explica o processo. “A programação musical do festival é sempre um desenho da paisagem sonora do nosso tempo. E aí tem de tudo,  inclusive encontros de gerações como é o caso da Nêssa e a Margareth Menezes, duas artistas potentes da Bahia que se encontram no palco pela primeira vez aqui no DF. O festival é celebração e potencializador das produções negras da diáspora.”

Anúncios

Já a cantora Cris Pereira, que também participou da primeira edição do evento, define o Yalodê como um Festival que já nasceu mãe e que reúne suas filhas para aprender e crescer juntas: “Yalodê já começa sendo festa, um encontro que celebra encontros, e que  tem uma especificidade muito rara e fina por ser desenhado por mulheres negras para mulheres negras. É uma alegria imensa mais uma vez fazer parte, pois acompanho desde o início. Eu poderia dizer que é como ver um filho crescer, mas o Yalodê já nasce mãe. Já nasce mãe de artistas negras, produtoras negras, jornalistas negras, então é como ver a mãe criando suas filhas.”

Do ventre escuro, fértil, rico e potente da diáspora, para o centro do Brasil, as cantoras, DJs, apresentadoras, produtoras, juntas em ação, farão o começo da primavera em Brasília, com talento multifacetado para compartilhar com o público e entre elas mesmas. O Festival Yalodê é um encontro musical imperdível para quem sabe apreciar a arte em suas surpreendentes variáveis.

Programação

Dia 17 Setembro I Sábado

19h – DJ Naju (DF) 

20h –  Cris Pereira (DF) 

20h30 – Bia Nogueira (MG)

21h40 – Indiana Nomma (Honduras/Brasil)

22h40 – Margaridas (DF)

23h40 – Mayra Andrade (Cabo Verde) 

1h30 – DJ Kashuu (DF)

Dia 18 Setembro I Domingo

19h – DJ Naju (DF)

20h – Afronta MC (ES)

21h – Nêssa feat. Margareth Menezes (BA/BA)

22h – Teresa Lopes feat Fabiana Cozza (DF/SP)

23h – DJ Janna (DF)

Anúncios

SERVIÇO:

Yalodê – Festival Internacional de Cantoras Negras

Dias: 17 e 18 de setembro de 2022

Horário: A partir das 19h Local: Museu Nacional da República

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: